android-lollipop-boneco-google-1260x710

Google planeja “muro da vergonha” para fabricantes que demoram a atualizar Android

Todo mundo sabe que as atualizações para o Android chegam de forma bem lenta nos dispositivos em geral (com exceção dos Nexus). O Google está se esforçando para mudar isso, mas será que vai dar certo?

>>> Quanto tempo leva até uma versão nova do Android se tornar a mais popular?
>>> Por que as atualizações do Android são tão demoradas?

Segundo a Bloomberg, o Google elaborou uma lista classificando as fabricantes de smartphone no quesito atualização, envolvendo tanto correções de segurança quanto a própria versão do Android. Essa lista foi entregue às empresas, e o Google planeja torná-la pública para criar um “muro da vergonha” de quem mais demora a atualizar.

Desde o ano passado, o Google lança atualizações mensais de segurança para a linha Nexus. A promessa era distribuí-las rapidamente também a dispositivos Android mais populares, o que acabou não se cumprindo. Um executivo da HTC até chamou a meta de “pouco realista”.

Ainda assim, Hiroshi Lockheimer – chefe do Android – disse na conferência Google I/O, na semana passada, que está avançando em persuadir fabricantes e operadoras a liberar atualizações de segurança mais rápido. Ele afirma que esse processo poderia ser usado para atualizar a versão do Android também.

O Google também vem pressionando as operadoras para que demorem menos em realizar seus testes de cada atualização, a fim de distribuí-las mais rápido.

A americana Verizon “acelerou o processo em algumas semanas a mando do Google”, diz a Bloomberg; enquanto a Sprint cortou seu processo de aprovação de 12 semanas para “algumas semanas”. Além disso, o Google está tentando convencer as operadoras a distribuir suas atualizações de segurança sem passá-las por testes exaustivos.

Infelizmente, todos esses esforços esbarram na própria forma descentralizada em que o Android é distribuído. Da Bloomberg:

… os muitos esforços do Google podem ser frustrados. Investimentos adicionais de tempo e dinheiro são algo difícil para as fabricantes de Android, que estão vendo as margens de lucro diminuírem, e que obtêm a maior parte de seus lucros quando pessoas compram novos aparelhos, em vez de atualizar os antigos. As operadoras estão relutantes em entregar ao Google o controle sobre as atualizações, porque elas podem ser culpadas se houver problemas.

O Google tomou algumas iniciativas para melhorar a situação: alguns recursos são distribuídos pelo Play Services, chegando a versões antigas do Android sem uma atualização completa do sistema; e o Android N está em teste público desde março, talvez ajudando as fabricantes a levá-lo mais cedo a seus dispositivos. Mas o Google realmente se tornará agressivo com seus parceiros de hardware? É esperar para ver.

[Bloomberg]

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *